O Apocalipse.

Você tem idéia de como será o final dos tempos? A Bíblia fala de um novo céu e uma nova terra. Fala da segunda vinda de Jesus para arrebatar a sua igreja fiel da terra, da Grande Tribulação, do Juízo Final, etc.

Precisamos saber o que a Bíblia nos ensina a respeito. Pois a Palavra de Deus nos alerta em Apocalipse 1.3: ‘‘Bem aventurados aqueles que lêem, e os que ouvem as palavras desta profecia e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo.’’

O Apocalipse é o último livro da Bíblia e singular entre os demais livros. O Apocalipse não é um livro para confundir a nossa cabeça. É o livro que nos ensina a ver a história, à luz daquilo que se cumpriu, definitivamente, na morte e ressurreição de Jesus Cristo, o Cordeiro de Deus imolado.

É Jesus que abre o livro da história (Apocalipse 5.5). Quase todas as imagens do Apocalipse são tomadas do Antigo Testamento (sobretudo Gênesis, Êxodo e os profetas). Esse livro só se entende quando se leva em consideração seu gênero literário, que tem modelos no Antigo Testamento (sobretudo Ezequiel e Daniel) e na literatura judaica da época.

João, guiado pelo Espírito Santo, vê em imagens não realistas, mas simbólicas, o que o olho humano não vê. Ele vê o céu aberto, vê como são as coisas na ótica de Deus (Apocalipse 4.1). Aqui na terra os fiéis e justos são oprimidos. Mas João vê, com um olho a terra e com o outro, o céu, onde observa a glória do Cordeiro imolado e dos mártires vencedores. Com os dois olhos tem uma visão de profundidade: vale a pena resistir ao dragão (o diabo), mesmo que custe a vida (a primeira morte); pela fidelidade, os fiéis participarão da ressurreição e não conhecerão a ‘‘segunda morte’’, a morte de verdade.

O mais importante não é saber se a Babilônia é Roma ou se a Besta é Nero ou Domiciano. Mas que ela representa o dragão, o poder do mal que quer competir com o poder transcendente de Deus. Lutero relacionava a Babilônia com o papa: ‘‘o papa é o verdadeiro anticristo’’. Por isso as imagens do Apocalipse são indefinidas, ‘‘surrealistas’’, escapam de interpretações fechadas e são, por isso, sempre atuais.

O Apocalipse foi dirigido às sete igrejas da província romana da Ásia (Apocalipse 1.4). Essas sete igrejas representam todas as igrejas. Portanto, aquilo que é dito às sete igrejas da Ásia, aplica-se à Igreja inteira e aos crentes e igrejas do presente, para edificação, instrução e advertência.

O Apocalipse é uma revelação da parte de Jesus Cristo e a respeito dEle. Revela a avaliação que Jesus Cristo faz da Igreja, cerca de sessenta anos depois de sua ressurreição e ascensão ao céu e desvenda eventos futuros no tocante ao arrebatamento, à Grande Tribulação e ao Juízo Final. Jesus se revela ao escritor do livro, seu servo João, que foi arrebatado em espírito e ouviu e escreveu as mensagens às sete igrejas (Apocalipse 1.10,11).

Depois João viu que uma porta estava aberta no céu; e o Senhor lhe disse: ‘‘Sobe aqui e te mostrarei as coisas que depois destas devem acontecer’’ (Apocalipse 4.1). E João subiu até os céus para ver e ouvir o Cordeiro de Deus sendo adorado (Apocalipse 5.8-14) e exercendo toda a autoridade que lhe foi dada no céu e na terra (Apocalipse 5.6,7); e poder vislumbrar o futuro que vem sobre nós. O Apocalipse nos revela o Senhor que está prestes a voltar, em sua realização final do plano de Deus.

O próprio Jesus Cristo (o Cordeiro de Deus) rompe todos os selos do livro, que desvendam os julgamentos devastadores de Deus contra o mundo. Os julgamentos divinos ocorrem em séries sucessivas. A primeira série é a dos sete selos (Apocalipse 6; e 8.1-5); a segunda é a das sete trombetas (Apocalipse 8.7-13; 9; e 11.15-19); e a terceira é a das sete taças da ira de Deus (Apocalipse 16).

Quatro cavaleiros se apresentam, quando os quatro primeiros selos são abertos (Apocalipse 6.2,4,5,8); (Zacarias 1.8; 6.2,3); eles representam o julgamento divino contra o sistema mundial corrupto e maligno e contra os ímpios. O arrebatamento do povo de Deus (João 14.3; Mateus 24.31) precede ao período da tribulação (1 Tessalonicenses 4.17,18). Esse tempo de tribulação envolve a justiça divina, chamada de ira de Deus, sobre os ímpios (Isaías 13.6-13; e Ezequiel 20.33-38); (Obadias 15; Sofonias 1.17,18).

Meu irmão, a segunda vinda de Cristo está próxima. (Marcos 13.26; Lucas 21.27; João 14.28; Atos 1.11; Hebreus 9.27,28; Tiago 5.8; 1 Pedro 1.7,13). Ninguém sabe o dia, nem a hora. Poderá ser a qualquer instante. (Mateus 24.42; Marcos 13.32). Desta vez, Ele virá com poder e grande glória. Vai arrebatar a sua Igreja, os seus fiéis seguidores. Em seguida virá a Grande Tribulação e a terra viverá em trevas.

Surgirá o anticristo que enganará a muitos e será ajudado pela besta que emerge da terra – o falso profeta, e realizará milagres pelo poder de satanás. O anticristo será uma pessoa incrivelmente maligna, um homem do pecado e da iniqüidade (2 Tessalonicenses 2.3,4); (Apocalipse 13.13-15); (Daniel 9.27) e exigirá que as pessoas adorem a sua imagem (Mateus 24.15); (Marcos 13.14); (2 Tessalonicenses 2.4); (Apocalipse 13.4,12,15). Nós vamos comparecer ao Tribunal de Deus para julgamento (Apocalipse 20.11-15). Ao final, todos os inimigos de Deus serão lançados no lago de fogo (Apocalipse 20.10). ‘‘Os covardes que não seguem à Deus, e voltam atrás, os que são infiéis, os corruptos e os assassinos, e os imorais, e aqueles que convivem com os demônios (feiticeiros, macumbeiros, etc.), e os adoradores de ídolos e todos os mentirosos – o destino deles é o lago que queima com fogo e enxofre. Esta é a segunda morte’’ (Apocalipse 21.8).

Deus destruirá o mundo atual (Isaías 34.4; 51.6); (Ageu 2.6); (2 Pedro 3.7,10,12). Mas, João vê ‘‘um novo céu e uma nova terra porque o primeiro céu e a primeira terra passaram e o mar já não existe’’(Apocalipse 21.1) e, uma cidade santa, a Nova Jerusalém onde Deus habitará com os homens que se salvarem (Apocalipse 21.2,3). ‘‘Ele enxugará todas as lágrimas dos olhos deles, e não haverá mais morte, nem tristeza, nem choro, nem dor. Tudo isso passou para sempre’’ (Apocalipse 21.4).


 Meu irmão, se você ainda não se converteu, para remissão de seus pecados, abra o seu coração para Jesus e confesse que Jesus é o seu único Senhor e Salvador. E faça parte do povo de Deus, para obteres a salvação e uma vida eterna de paz e descanso com Jesus Cristo.

Freqüente uma igreja onde Jesus Cristo seja o único Senhor e a Palavra de Deus seja pregada fielmente.


Leia a Bíblia. Antes de lê-la, faça uma oração a Deus pedindo para Ele lhe abrir os ouvidos e o seu entendimento, e que você ouça a sua Palavra e receba o entendimento correto das Escrituras.

Paz seja com os irmãos e amor com fé, da parte de Deus Pai e do Senhor Jesus Cristo.

Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque ocultaste essas coisas aos sábios e instruídos e as revelastes aos pequeninos’’ (Mateus 11.25).

About these ads
Esse post foi publicado em A Palavra de Deus. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s